A Revista Expedições está vinculada ao Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual de Goiás (PPGHIS/UEG) e recebe artigos originais (inéditos) de professores e pesquisadores de Instituições de Ensino Superior nacionais e internacionais, que tenham por objeto de estudo a Teoria da História, a Historiografia, a História da Educação, a História das Religiões, a História das Relações e Interações Econômicas, Políticas, Sociais, Culturais e Ambientais da Sociedade Capitalista, no Modelo de Fluxo Contínuo com periodicidade anual. A sua classificação no Qualis Capes (2013-2016) é a seguinte: Ciências da Religião e Teologia B1; Educação B2; História B3; Direito B3; Filosofia B4; Psicologia B4. No Qualis Capes Unificado é A4.

Publicação em Fluxo Contínuo

As informações aqui expostas foram elaboradas pelo Prof. Dr. Léo Carrer (Professor do Quadro Permanente do PPGHIS/UEG e Assessor da Coordenação de Projetos e Publicações da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UEG), obtidas em decorrência de sua sua participação no 4º Encontro de Editores Científicos da UFG, ocorrido em novembro de 2018. Nos esclarece o Prof. Dr. Léo Carrer: na ocasião do 4º Encontro de Editores, tivemos a oportunidade de assistir a palestra do Prof. Abel L. Packer, Diretor do Programa SciELO/FAPESP sobre o "Cenário da Comunicação Científica no Brasil e no Mundo", que explicou os novos rumos que o SciELO tem tomado para melhorar e agilizar a publicação de periódicos no país a partir dos novos modelos que os periódicos têm adotando. Desde o ano de 2017 o SciELO tem implementado o modelo denominado "Ahead of Print", ou "Publicação em Fluxo Contínuo". Este modelo consiste na publicação de artigos tão logo tenham sido avaliados e aprovados pelos pareceristas/avaliadores dos periódicos científicos, tornando desnecessário o acúmulo de submissões aprovadas para a publicação de uma nova edição. 
 
O modelo de publicação em Fluxo Contínuo tem como característica principal a maior agilidade no processo de publicação de artigos, porém o processo de submissão e avaliação dos artigos permanece o mesmo. No modelo anterior (periodicidade mensal, bimestral, trimestral, quadrienal, semestral, anual), os artigos eram disponibilizados ao público somente no momento em que a revista finalizava uma edição. No Modelo de Fluxo Contínuo o artigo tendo sido aprovado pelos pareceristas/avaliadores pode ser publicado na edição anual imediatamente, pois não há a necessidade de finalização de uma edição determinada. Conforme afirmamos anteriormente, o Fluxo Contínuo privilegia a agilidade do processo de publicação, bem como contribui substancialmente para a diminuição das demandas de trabalho do editor no transcorrer do ano, não sendo necessária a concentração das atividades exigidas pelo processo de publicação concentrado em diferentes edições (na conformidade de sua periodicidade).
 
No modelo anterior, os artigos eram paginados como parte constituinte de uma  edição específica, por exemplo, o primeiro artigo tinha a numeração de suas páginas de 01 a 20, o segundo artigo obedecia a sequência, ou seja, da página 21 a 40, e assim por diante. No Modelo de Fluxo Contínuo isso deixa de existir, pois os artigos, resenhas, entrevistas e dossiês passam a ser numerados pela sua quantidade de páginas isolodamente, isto é, de 01 a 15, de 01 a 20, de 01 25, e, assim sucessivamente.  Segue alguns links para aclarar os procedimentos adotados pelos periódicos científicos com a utilização do Modelo de Fluxo Contínuo:
 
https://blog.scielo.org/blog/2016/03/10/acelerando-a-comunicacao-das-pesquisas-as-acoes-do-scielo/#.XK3hbphKjIW
http://www.revista.ueg.br/index.php/elisee/announcement/view/91
http://www.revista.ueg.br/index.php/revistahistoria/announcement/view/89
https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/cienciadamadeira/announcement/view/81
https://www.ufmg.br/periodicos/periodico-da-ufmg-educacao-em-revista-comeca-a-adotar-publicacao-continua-e-lanca-seu-primeiro-lote-de-artigos/
http://govamb.iee.usp.br/?q=not%C3%ADcia/revista-ambiente-sociedade-passa-ter-fluxo-cont%C3%ADnuo-de-publica%C3%A7%C3%A3o-de-artigos-cient%C3%ADficos