AVALIAÇÃO DA FUNÇÃO RESPIRATÓRIA E QUALIDADE DE VIDA EM PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON SUBMETIDOS À REABILITAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA

  • Letícia de Araújo Morais Universidade Estadual de Goiás
  • Pamella Abreu Vargas Barbosa Universidade Estadual de Goiás
  • Beatriz Magalhães Silva Jacinto Universidade Estadual de Goiás
  • Barbara Costa Machado Universidade Estadual de Goiás
  • Satya dos Santos Barbosa Universidade Estadual de Goiás
  • Sandro Conceição Dantas Filho Universidade Estadual de Goiás
  • Daniella Alves Vento Universidade Estadual de Goiás
Palavras-chave: Doença de Parkinson; Músculos respiratórios; Qualidade de vida.

Resumo

Objetivo: Analisar a função respiratória em pacientes com Doença de Parkinson e correlacionar com qualidade de vida (QV). Metodologia: Estudo transversal descritivo. Foram selecionados pacientes com diagnóstico de Doença de Parkinson que estivessem em atendimento fisioterapêutico em um Centro de Reabilitação. Os pacientes foram submetidos a avaliação da função respiratória (força inspiratória e expiratória, pico de fluxo de tosse e avaliação da percepção da dispneia) e da qualidade de vida através do Parkinson Disease Questionary – 39 (PQD-39). Os dados foram analisados através do software Statistical Package for Social Science 22 e apresentados como média e desvio padrão. Teste de Correlação de Pearson foi utilizado para correlacionar as variáveis respiratórias com QV. Resultados: Valores de função pulmonar abaixo daqueles estabelecidos para a idade foram encontrados, exceto para dispneia. Os piores escores de QV foram desconforto e apoio social, seguidos de atividade de vida diária e mobilidade. Os dados entre as variáveis respiratórias e a qualidade de vida não mostraram correlação. Conclusão: Pacientes com Doença de Parkinson apresentaram alterações na função pulmonar, redução no pico de fluxo de tosse e comprometimento na QV, com piores escores para os domínios de desconforto, apoio social, atividade de vida diária e mobilidade. Não foram observadas alterações nas variáveis fisiológicas, exceto para frequência cardíaca. Também não encontramos correlação entre as variáveis respiratórias e QV.

Publicado
2020-12-12
Como Citar
Morais, L., Barbosa, P., Jacinto, B., Machado, B., Barbosa, S., Filho, S., & Vento, D. (2020). AVALIAÇÃO DA FUNÇÃO RESPIRATÓRIA E QUALIDADE DE VIDA EM PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON SUBMETIDOS À REABILITAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA. Movimenta (ISSN 1984-4298), 13(3), 381-388. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/movimenta/article/view/10012
Seção
Artigo Original