Versos à infância: a presentificação do passado na produção poética de Hailton Correa

  • Fábio Júlio de Paula Borges UEG
  • José Elias Pinheiro Neto Universidade Estadual de Goiás

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar de que maneira a relação interior-exterior ao sujeito lírico, do poema Versos à infância, de Hailton Correa, influencia no seu ato de recordar. Usa-se para esta análise o seguinte corpus teórico: Britto (2000) e Yokozawa (2015), para as concepções teóricas sobre memória e poesia na contemporaneidade; Hegel (2004), Staiger (1977) e Collot (2013), com os quais serão exploradas a relação interior-exterior e sua interferência nas lembranças do sujeito lírico; Friedrich (1991) e Combe (2010), para se discutir o sujeito lírico; Paz (1982), Bosi (1977) e Bachelard (1978) sobre poesia e infância, entre outros.

Publicado
2020-08-20
Seção
Artigos