O discurso sobre as representações femininas nas mídias publicitárias brasileiras: entre a teoria social do discurso e a indústria cultural

  • Alita Carvalho Miranda Paraguassú
  • Ellen Torres Pereira

Resumo

O presente estudo se configura como uma análise discursiva, cujo objetivo principal é refletir sobre a representação das mulheres nos discursos da mídia publicitária brasileira atual, a partir da perspectiva da Teoria Social do Discurso e das teorias sociológicas contemporâneas sobre gênero e mídia. O que justifica estudar e pesquisar essa temática advém do interesse em compreender como os meios de comunicação das massas influem nos nossos modos de viver a vida e as formas de dominação e resistência em que estamos inseridos. Ao longo do artigo são analisadas duas peças publicitárias brasileiras que abordam questões femininas.

Biografia do Autor

Alita Carvalho Miranda Paraguassú

Possui licenciatura em Letras.  Língua Portuguesa pela Universidade Federal de Goiás, onde também cursou o mestrado e o doutorado em estudos linguísticos. Cursou especialização em psicopedagogia institucional na Universidade Católica Dom Basco. Foi servidora pública no Estado de Goiás, na cidade de Goiânia e nos municípios de Senador Canedo e Aparecida de Goiânia. Atuou como professora de língua portuguesa nos anos finais do ensino fundamental, no ensino médio e na educação de jovens e adultos. Desde 2013 é servidora pública, em regime de dedicação exclusiva, no Instituto Federal de Goiás, onde pode atuar como professora de língua portuguesa no ensino médio integrado ao técnico, na educação de jovens e adultos integrada ao técnico, em cursos de bacharelado e licenciaturas. Atualmente, ministra aulas de estágio supervisionado em língua portuguesa, prática como componente curricular, tópicos em análise do discurso e histórias da leitura e da escrita na Licenciatura em Letras: Língua Portuguesa, campos Goiânia. Coordena o projeto de pesquisa A construção da autoria em práticas de escrita escolares, com ações de extensão em escolas da região metropolitana de Goiânia, auxilia as atividades do PIBID-Letras, orienta alunos de iniciação científica e trabalhos de conclusão de curso e desde o semestre letivo de 2017-2 coordena o projeto de ensino Grupo de Estudos Discursivos do IFG. Entre 2017 e 2018 participou de atividades de gestão como coordenadora do Curso de Licenciatura em Letras: Língua Portuguesa e membro do Conselho Departamental. Entre 2017 e 2019 também fez parte do Núcleo Docente Estruturante do Curso de Letras do IFG.

Publicado
2021-02-16
Seção
Artigos