A DESVALORIZAÇÃO DO TRABALHO PRODUTIVO E REPRODUTIVO NO SISTEMA CAPITALISTA: INVISIBILIDADE E PROTAGONISMO DA MULHER RURAL

Resumo

Este estudo é parte de uma pesquisa para realização de uma dissertação de mestrado, ainda em desenvolvimento, e analisa os fatores que validam a desigualdade entre o trabalho do homem e o trabalho da mulher, no sistema capitalista, e como essa disparidade se acentua no meio rural com a desvalorização do trabalho feminino, tanto doméstico, quanto o reprodutivo. Primeiramente, será realizada uma análise da trajetória histórica desta condição desigual da mulher. Por conseguinte, será demonstrada a divisão sexual do trabalho a partir da construção de uma sociedade baseada na concepção da dominação masculina, inaugurada com o advento dos valores burgueses derivados do sistema capitalista, com vistas a entender as bases que legitimam a desigualdade entre o trabalho feminino e masculino. Para alcançar o propósito dos objetivos elencados, a pesquisa será qualitativa com análise descritiva e para o levantamento de dados será utilizada a pesquisa bibliográfica.

Biografia do Autor

Isadora de Paula Vieira Alencar, UEG - TECCER - Anápolis

Economista e Mestranda do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Territórios e Expressões Culturais no Cerrado.

Publicado
2020-04-14
Seção
Artigos