Associações religiosas de leigos no período colonial: hierarquização, distinção e ascensão social

Lay Religious Associations in the Colonial Period: hierarchization, distinction and social ascension

  • Monalisa Pavonne Oliveira Universidade Federal de Roraima (UFRR)

Resumo

Resumo: O texto apresenta as associações religiosas de leigos, no século XVIII, como instituições capazes de organizar as vilas e arredores, social e economicamente, a partir da arregimentação de grupos sociais em torno de uma devoção específica. Sendo assim, analisamos essas instituições como espaços de luta e distinção social, mas que ao mesmo tempo amorteciam conflitos e contribuíam para a ascensão social e econômica de parte de seus membros. Para tanto, nos dedicamos ao estudo da Irmandade do Santíssimo Sacramento do Ouro Preto como objeto de estudo e meio de compreensão do fenômeno confrarial setecentista.

Palavras-chave: Irmandades. Século XVIII. Distinção. Minas Gerais. Santíssimo Sacramento.

Biografia do Autor

Monalisa Pavonne Oliveira, Universidade Federal de Roraima (UFRR)

Doutora em História pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF); docente na Universidade Federal de Roraima (UFRR).  

Publicado
2019-12-06
Como Citar
Oliveira, M. (2019). Associações religiosas de leigos no período colonial: hierarquização, distinção e ascensão social. Revista De História Da UEG, 8(2), e821924. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/revistahistoria/article/view/9753