O papel do instrumentista/compositor como elemento de síntese entre o erudito e o popular nos espaços de prática do choro

The role of the instrumentalist/composer as an element of synthesis between the scholar and the popular in the spaces of practice of choro

  • Alexandre Pompermaier Universidade de Passo Fundo (UPF)

Resumo

Resumo: Este trabalho apresenta uma análise voltada ao papel do instrumentista-compositor como elemento que une as culturas caracterizadas como “erudita” e “popular” nos diferentes espaços de prática do Choro brasileiro e sul-rio-grandense. Primeiramente, aborda-se a relação entre as culturas do popular e do erudito, buscando revelar a interação existente e não oposição e disputa por importância e hierarquização dos conceitos que, pela atuação do instrumentista-compositor, torna-se característica da história do gênero. Na segunda parte do trabalho insere-se no debate o papel do instrumentista-compositor, evidenciando sua contribuição e importância como mediador desses espaços multiculturais de prática em diferentes momentos históricos e com exemplos da mesma forma contextualizados no cenário do Choro nacional e sul-rio-grandense.

Palavras-Chave: Choro. História. Cultura Popular. Cultura Erudita. Rio Grande do Sul.

Biografia do Autor

Alexandre Pompermaier, Universidade de Passo Fundo (UPF)

Doutorando em História pela Universidade de Passo Fundo (UPF); professor dos Cursos de Música (Bacharelado e Licenciatura) da Universidade de Passo Fundo (UPF). 

Publicado
2020-01-30
Como Citar
Pompermaier, A. (2020). O papel do instrumentista/compositor como elemento de síntese entre o erudito e o popular nos espaços de prática do choro. Revista De História Da UEG, 9(1), e912002. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/revistahistoria/article/view/9460
Seção
Artigos (Tema Livre)