Revolução dos Cravos e a democratização no Portugal contemporâneo (1973-1975)

  • Pamela Peres Cabreira Universidade Nova de Lisboa

Resumo

Resumo: O presente artigo tem por objetivo discutir e apresentar a Revolução dos Cravos, ocorrida em Portugal em 25 de Abril de 1974 após 48 anos de autoritarismo e repressão sob a égide da ditadura do Estado Novo. Para tanto, utilizar-se-á discussão bibliográfica bem como fontes primárias representadas por periódicos, documentos institucionais, boletins e folhetos de partidos políticos. Apesar de pouco discutida no Brasil, a Revolução portuguesa foi um marco nas democratizações ibéricas e exemplo para a luta popular em diversos outros países, tendo assistido um rico processo de alternâncias políticas e conquistas sociais. Portanto, o estudo e discussão científica sobre este importante evento do século XX é essencial para compreendermos as difusões das lutas e revoluções disseminadas ao longo deste século.

Palavras-Chave: Portugal. Revolução dos Cravos. Revolução de Abril. Democratização.

Biografia do Autor

Pamela Peres Cabreira, Universidade Nova de Lisboa

Doutoranda em História Contemporânea pela Universidade Nova de Lisboa (UNL); bolsista CAPES. 

Publicado
2019-07-01
Como Citar
Cabreira, P. (2019). Revolução dos Cravos e a democratização no Portugal contemporâneo (1973-1975). Revista De História Da UEG, 8(1), e811916. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/revistahistoria/article/view/9071