Narrativas políticas sobre o Nordeste do Brasil durante a Guerra Fria: dos documentos diplomáticos estadunidenses à imprensa brasileira (1960-1964)

Political narratives on the Northeast of Brazil during the Cold War: from American diplomatic documents to the Brazilian press (1960-1964)

  • Pedro Carvalho Oliveira Universidade Estadual de Maringá

Resumo

Resumo: O presente artigo tem como objetivo discutir a importância do Nordeste brasileiro para os Estados Unidos no início dos anos 1960, momento de intensificação da Guerra Fria no Ocidente. A diplomacia estadunidense via o Nordeste como região propensa a levantes revolucionários, uma vez que o contexto vivido pelos trabalhadores rurais, alguns organizados em torno das populares Ligas Camponesas, em muito se assemelhava ao de Cuba pouco antes da revolução de 1959. Ao mesmo tempo, a imprensa brasileira se dedicou a transmitir à nação a mesma imagem do Nordeste. Por meio de uma análise dos registros produzidos pelos consulados brasileiros e de uma longa reportagem feita pela revista O Cruzeiro em 1962, buscaremos perceber a importância de ambas as narrativas para a estabilização da hegemonia estadunidense no hemisfério.

Palavras-chave: Relações Brasil-EUA. Nordeste. Guerra Fria.

Biografia do Autor

Pedro Carvalho Oliveira, Universidade Estadual de Maringá

Doutorando em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM); bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Publicado
2019-10-31
Como Citar
Oliveira, P. (2019). Narrativas políticas sobre o Nordeste do Brasil durante a Guerra Fria: dos documentos diplomáticos estadunidenses à imprensa brasileira (1960-1964). Revista De História Da UEG, 8(2), e821910. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/revistahistoria/article/view/8936