Gaspar de Sousa e o Maranhão “Ibérico”: Impactos da política filipina no norte do Brasil

  • Helidacy Maria Muniz Corrêa Universidade Estadual do Maranhão

Resumo

Resumo: Parte-se, neste artigo, das ações do governador-geral do Brasil, Gaspar de Sousa para uma reflexão sobre o papel da União Ibérica na consolidação da dominação do Maranhão e Grão-Pará, no século XVII. Problematiza-se a ideia de abandono do vasto Maranhão, durante o período, com base nas ações de Gaspar de Sousa e aponta-se para novas formas se olhar para a fase em que o território esteve sob domínio da União Dinástica. Confere-se importância estratégica ao Estado Maranhão e Grão-Pará, no âmbito das políticas internacionais da época, para demonstrar em que consistem os impactos da política filipina no extremo norte da América portuguesa. 

 Palavras-chave: Gaspar de Sousa. União Ibérica. Maranhão. Impactos. 

 

Biografia do Autor

Helidacy Maria Muniz Corrêa, Universidade Estadual do Maranhão

Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF); docente da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA).

Publicado
2018-12-19
Como Citar
Corrêa, H. (2018). Gaspar de Sousa e o Maranhão “Ibérico”: Impactos da política filipina no norte do Brasil. Revista De História Da UEG, 7(2), 1-18. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/revistahistoria/article/view/8652
Seção
Dossiê “As gentes do Atlântico”:biografias e histórias conectadas (Séc XVII-XIX)