Laços e traços de identidade numa leitura de Karl von Koseritz

  • Rodrigo Cardoso Soares de Araújo Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Resumo

Ainda com 21 anos, em 1851, Carl von Koseritz abandonou sua terra natal na Germânia arregimentado para combater as tropas do General Juan Manoel de Rosas na Argentina. Porém, logo no princípio do combate, desertou e estabeleceu moradia na província do Rio Grande do Sul, sul do Império brasileiro. Residindo em diversas cidades daquela região, Koseritz se consagrou como um ativo partícipe dos negócios envolvendo a comunidade teuto-brasileira do sul do país. Este artigo tem como objetivo propor uma leitura da trajetória desta personagem baseada na tensão entre identidades presente em seus artigos escritos por ocasião de uma viagem ao Rio de Janeiro em 1883. Em determinados momentos é invocada a identidade alemã, em outros a teuto brasileira,ou ainda, a teuto-brasileira sulista.

TIES AND TRACES OF IDENTITY IN A READING OF KARL VONKOSERITZ

Abstract: Even at age 21 in 1851, Carl von Koseritz left his homeland in Germanyen listed to fight the troops of General Juan Manuel de Rosas in Argentina. Butright at the beginning of combat, defected and established residence in the province of Rio Grande do Sul, the southem most Brazilian Empire. Living invarious cities of that region, Koseritz established itself as an active participant in the business involving the Teutonic-Brazilian communities of the south. This article aims to propose a reading of the history of this character based on the tension between identities present in his articles written during a trip to Rio de Janeiro in 1883. At certain times is clamed German identity, in others the Teutonic-Brazilian, or even the Teutonic-Brazilian southerner.

Como Citar
Araújo, R. (1). Laços e traços de identidade numa leitura de Karl von Koseritz. Revista De História Da UEG, 1(1), 65-85. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/revistahistoria/article/view/600
Seção
Artigos (Tema Livre)