“Aos Pés da Santa Cruz”: A Relíquia da Vera Cruz em Marmelar (Séculos XIII e XIV)

  • Renata Cristina de Sousa Nascimento UFG/UEG/PUC-GO/Nemed (UFPR)

Resumo

Resumo: A veneração às santas relíquias faz parte do imaginário cristão desde seus primórdios. Na Idade Média a devoção aos mistérios da vida e paixão de Cristo e o culto aos santos intensificou-se, atingindo extremos. Fragmentos do Santo Lenho, considerados pela tradição cristã como partes legítimas da madeira da Cruz de Jesus, tornaram-se relíquias de grande prestígio, estando presentes em diversos pontos da cristandade. Em Portugal, o Mosteiro do Marmelar incorporou em seu patrimônio religioso o Lignum Crucis, responsável pela atração de peregrinos e pelo desenvolvimento político, comercial e espiritual do lugar.

Palavras-chave: Peregrinação. Relíquias. Memória.

 

Biografia do Autor

Renata Cristina de Sousa Nascimento, UFG/UEG/PUC-GO/Nemed (UFPR)
Doutora em História pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) Participante do NEMED (Núcleo de Estudos Mediterrânicos- UFPR) Professora da Universidade Federal de Goiás (UFG), da Universidade Estadual de Goiás (UEG) e da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (Mestrado em História). 
Publicado
2015-07-29
Como Citar
Nascimento, R. C. (2015). “Aos Pés da Santa Cruz”: A Relíquia da Vera Cruz em Marmelar (Séculos XIII e XIV). Revista De História Da UEG, 4(1), 254-263. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/revistahistoria/article/view/3595
Seção
Artigos (Tema Livre)