“Presepe de Sombras” em Aracaju (Sergipe – Brasil): Uma reflexão sobre exibições cinematográficas no início do século XX

  • Andreza S. Cruz Maynard Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP

Resumo

Resumo: O objetivo deste artigo é analisar o aparecimento da atividade comercial de exibição de filmes em Aracaju (Sergipe – Brasil) entre as décadas de 1900 e 1910. A novidade das exibições cinematográficas surgiu de maneira esporádica e foi registrada por alguns jornais. Aproveitando o espaço do teatro, os exibidores colocavam ao público uma opção de entretenimento diferente. Na década de 1910 já é possível perceber que a atividade assume um caráter regular na cidade, quando os anúncios dos filmes apresentam mais detalhes sobre o conteúdo das fitas. As películas, produzidas fora do país, passam a integrar o dia-a-dia da capital sergipana e aos poucos se transformam numa opção permanente de lazer para a população aracajuana.

Palavras-chave: Aracaju, Século XX, Exibição Cinematográfica, História do Cinema.

 

Biografia do Autor

Andreza S. Cruz Maynard, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP

Doutora em História pela UNESP. Integrante do Grupo de Estudos do Tempo Presente (GET/UFS/CNPq). Bolsista CNPq/FAPITEC-SE na modalidade DCR.

Publicado
2014-09-03
Como Citar
Maynard, A. (2014). “Presepe de Sombras” em Aracaju (Sergipe – Brasil): Uma reflexão sobre exibições cinematográficas no início do século XX. Revista De História Da UEG, 3(1), 131-142. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/revistahistoria/article/view/2134
Seção
Artigos (Tema Livre)