Livros didáticos e desafios para a história indígena

Teaching books and challenges for indigenous history

  • Marta Lima Alves Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA)

Resumo

O presente trabalho reflete brevemente a respeito da construção histórica da representação do índio na historiografia brasileira e sobre a maneira como essa representação emerge nos livros didáticos de história voltados para o ensino fundamental. A reflexão é construída com base na análise de livros do 7º ano, publicados em período posterior à lei 11.645/2008, e utilizados pelos professores/as no ensino de História no município de Marabá, estado do Pará, ressaltando a questão do preconceito, racismo e invisibilidade presente tanto na história escrita quanto nos manuais pensados para ministrar o conhecimento histórico. A análise aponta para alguns avanços, mas também para a permanência de equívocos e estereótipos, característicos da representação historicamente construída. Neste sentido, procura-se pensar sobre os desafios e possibilidades que os docentes se deparam atualmente para abordar a questão indígena em sala de aula.

Palavras-chave: Índios. Livro didático. Historiografia. Ensino de História Indígena.

Biografia do Autor

Marta Lima Alves, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA)

Mestranda em História pela Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA).

Publicado
2021-07-28
Como Citar
Alves, M. (2021). Livros didáticos e desafios para a história indígena. Revista De História Da UEG, 10(02), e022112. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/revistahistoria/article/view/11388