A QUESTÃO DO LÚDICO DENTRO DO TRABALHO PEDAGÓGICO

  • Andreia Maria Silva da Conceição
  • Gilson Xavier de Azevedo
Palavras-chave: Importância do lúdico, contribuição para aprendizagem, o papel da pedagogia e da psicopedagogia.

Resumo

Desde o início da humanidade, os jogos, brinquedos e brincadeiras fazem parte do mundo da criança. O presente artigo aborda a importância do lúdico no processo de ensino-aprendizagem demonstrando que as atividades lúdicas são indispensáveis para o desenvolvimento sadio e para a apreensão dos conhecimentos da criança, uma vez que possibilita o desenvolvimento da percepção, da imaginação, da fantasia e dos sentimentos. A Pedagogia e a psicopedagogia estudam e lidam com o processo de aprendizagem e dificuldades atuando numa linha preventiva e terapêutica. Por meio das atividades lúdicas, a criança comunica-se consigo mesma e com o mundo, aceita a existência dos outros, estabelece relações sociais, constrói conhecimentos, desenvolvendo-se integralmente. Dessa maneira, é ressaltado o lúdico como forma de aprendizagem no contexto escolar, onde o aprender se torna prazeroso à medida que a criança se sente estimulada por meio das brincadeiras espontâneas e direcionadas pelos educadores durante as atividades escolares.

Biografia do Autor

Andreia Maria Silva da Conceição

Graduando em Pedagogia pela UEG UAB CEAR 2021 (andreiamarias2002@gmail.com).

Gilson Xavier de Azevedo

(Orientador) Graduado em Filosofia pela FAEME (2007), Ph.D. em Educação pela PUC GO (2020) (gilson.azevedo@ueg.br).

Publicado
2021-12-09
Seção
Artigos