Hidroterapia no tratamento daSíndrome da Fibromialgia: uma revisão sistemática

  • Tânia Cristina Dias da Silva
  • Juliana Araújo Nascimento
  • Gislaine Chagas Miranda
  • Luciana da Veiga Jardim Jácomo
  • Bruno Bueno Cunha

Resumo

A Síndrome da Fibromialgia (SFM) é
uma síndrome não inflamatória muito frequente
caracterizada por dor muscular difusa associada à
dor em pontos superficiais específicos e fadiga.
Frequentemente estão associados outros sintomas
como distúrbios do sono, rigidez matinal,
ansiedade e depressão. A reabilitação aquática
mostra resultados para auxiliar no tratamento de
pacientes com diagnóstico de fibromialgia. Os
efeitos fisiológicos dos exercícios, combinados
com aqueles que são possibilitados pelo calor da
água são uma das vantagens da atividade nesse
meio. Este trabalho objetiva verificar se a
hidroterapia é realmente um método da
fisioterapia eficaz no tratamento de pacientes com
SFM, através de uma Revisão sistemática de
artigos classificados como ensaios clínicos
randomizados, por meio de buscas em bases de
dados eletrônicos como: Scielo, Pubmed,
Medline, Bireme e Google acadêmico. Os artigos
foram pesquisados nos idiomas Inglês, Espanhol e
Português com classifcação de A e B de acordo
com os critérios de avaliação do sistema Qualis
CAPES. A amostra inicial foi de 68 artigos, sendo
utilizados para a análise apenas 4 artigos
classificados com qualis A1 internacional. Apesar
dos estudos analisados apresentarem, de forma
geral, os protocolos para tratamento sem
especifica-los, a maior parte deles mostrou como
resultados uma eficácia da hidroterapia.

Publicado
2018-02-28
Como Citar
Silva, T., Nascimento, J., Miranda, G., Jácomo, L., & Cunha, B. (2018). Hidroterapia no tratamento daSíndrome da Fibromialgia: uma revisão sistemática. Movimenta (ISSN 1984-4298), 5(1), 65-77. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/movimenta/article/view/7031
Seção
Artigo de Revisão