INDIVIDUALS WITH MULTIPLE SCLEROSIS PRESENT LOWER VELOCITY AND SIMILAR CADENCE TO HEALTHY PEERS

  • Renata Terra de Oliveira Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Patrícia de Morais Ferreira Brandão Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Patrícia David Charro Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Gustavo Christofoletti Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Resumo

Objetivo: Investigar velocidade e cadência em pessoas com esclerose múltipla (EM) submetidas a diferentes tarefas de caminhada e comparar resultados com os encontrados em controles saudáveis. Métodos: 133 participantes, 66 com EM e 67 sem EM, foram incluídos neste estudo. Os indivíduos foram divididos em três grupos de acordo com o quadro clínico e a gravidade da doença. O grupo 1 foi formado por 40 indivíduos com EM em estágio leve, o grupo 2 foi composto por 26 indivíduos com EM em estágio moderado e o grupo 3 foi formado por 67 sujeitos controles saudáveis. A velocidade dos participantes (m/s) e cadência (passos/minuto) foram avaliados durante um teste de caminhada, usando um sistema de marcha bidimensional. Os testes foram aplicados com distratores motores e cognitivos. Para a análise estatística utilizou-se o teste de  análise de variância de medidas repetidas, sob significância de 5%. Resultados: Os resultados mostraram que velocidade depende da tarefa e do grupo, isto é, o impacto difere de acordo com a condição clínica (p=0,001; poder: 99,9%) e tarefa (p=0,001; poder: 99,9%). A cadência mostrou-se dependente da tarefa mas não do grupo. Ou seja, tarefas complexas afetam a cadência em ambos os grupos (p=0,001; poder: 99,9%), mas de forma semelhante (p=0,290; poder: 26,8%). Conclusão: Os resultados sugerem que a condição clínica e a gravidade da EM afetam a velocidade da marcha em uma extensão maior que a cadência. Novos estudos devem ser realizados para investigar os mecanismos de adaptação que ocorrem na EM durante situações desafiadoras.

Publicado
2021-05-14
Como Citar
Oliveira, R., Brandão, P., Charro, P., & Christofoletti, G. (2021). INDIVIDUALS WITH MULTIPLE SCLEROSIS PRESENT LOWER VELOCITY AND SIMILAR CADENCE TO HEALTHY PEERS. Movimenta (ISSN 1984-4298), 14(1), 3-9. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/movimenta/article/view/11500
Seção
Artigo Original