AVIFAUNA URBANA DE ARENÓPOLIS, ESTADO DE GOIÁS

  • AMAURY BUENO CARDOSO Universidade Estadual de Goiás
  • JAINE SILVEIRA ALVES Universidade Estadual de Goiás
  • NARAH QUEIROZ DE FREITAS Universidade Estadual de Goiás
  • DANIEL BLAMIRES Universidade Estadual de Goiás

Resumo

Resumo: Nenhum estudo avifaunístico foi desenvolvido em cidades da mesorregião noroeste do estado de Goiás. Assim, este trabalho analisou a avifauna urbana de Arenópolis em seis pontos de contagem, sendo registradas 63 espécies de 26 famílias. O estimador Jackkniffe1= 76,75 e as curvas de acumulação assintóticas demonstram que a riqueza foi satisfatoriamente obtida. A inspeção das categorias de ocorrência evidenciou um predomínio das espécies prováveis residentes (46,0%) e residentes (30,2%), sendo o pombo-doméstico Columba livia Gmelin, 1789 e o pardal Passer domesticus (Linnaeus, 1758), as duas únicas espécies introduzidas, ambas classificadas como residentes (fr=1,00). Com relação às categorias tróficas, predominaram as espécies insetívoras, onívoras e frugívoras, e a alta proporção de frugívoros provavelmente se deve à ocorrência de muitas plantas frutíferas na malha urbana municipal. Predominaram as categorias de habitat essencialmente florestais e campestres, respectivamente. A similaridade de Ochiai demonstrou um distanciamento entre os pontos de estudo centrais em relação aos mais periféricos, e assim a urbanização provavelmente está influenciando na composição específica da avifauna estudada. A correlação de Spearman entre riqueza avifaunística e três variáveis ambientais foi positiva e significativa apenas para a distância do centro (rs=0,882, p=0,04), demonstrando uma tendência ao aumento da riqueza nos pontos de contagem mais periféricos. Assim, este trabalho demonstrou que a avifauna urbana de Arenópolis é constituída predominantemente por espécies de hábitos generalistas, e que a urbanização provavelmente influencia na composição específica e riqueza das aves. Estudos futuros certamente esclarecerão mais aspectos avifaunísticos em ambientes urbanos no interior do Brasil Central.

Palavras-chave: Mesorregião Noroeste de Goiás. Ecologia Urbana. Categorias Tróficas. Distância do Centro.

Biografia do Autor

AMAURY BUENO CARDOSO, Universidade Estadual de Goiás

Gestor em Segurança Pública e Privada, Graduando Curso de Licenciatura em Biologia, Universidade Estadual de Goiás - Unidade Universitária Iporá.

JAINE SILVEIRA ALVES, Universidade Estadual de Goiás

Tecnóloga em Gestão Ambiental, Licenciada em Biologia, Universidade Estadual de Goiás - Unidade Universitária Iporá.

NARAH QUEIROZ DE FREITAS, Universidade Estadual de Goiás

Graduanda Curso de Licenciatura em Biologia, Universidade Estadual de Goiás – Unidade Universitária de Iporá.

DANIEL BLAMIRES, Universidade Estadual de Goiás

Doutor em Ciências Ambientais e docente do Curso Licenciatura em Biologia, Universidade Estadual de Goiás - Unidade Universitária Iporá.

Publicado
2022-03-07
Seção
Artigos