CARACTERIZAÇÃO DE ACEROLA EM DIFERENTES GENÓTIPOS DO BANCO DE GERMOPLASMA DE SÃO PAULO

  • JULIANA ARRUDA RAMOS UNESP - Universidade Estadual Paulista
  • MAURÍCIO DOMINGUEZ NASSER Agência Paulista em Tecnologia dos Agronegócios (APTA)
  • GIOVANNA ALENCAR LUNDGREN Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • VANDERVILSON ALVES CARNEIRO UEG - Universidade Estadual de Goiás

Resumo

Resumo: A acerola é uma fruta tropical rica em vitamina C e no Brasil, precisamente no Nordeste e no Sudeste, encontrou ambiente edafoclimático favorável ao seu cultivo. As acerolas utilizadas na pesquisa foram coletadas no período de fevereiro a abril de 2014, de 7 genótipos: Mirandópolis, Waldy - CATI 30, BRS 238 - Frutacor, Okinawa, BRS 236 - Cereja, Olivier e BRS 237 - Roxinha, do banco de germoplasma do Polo Regional da Alta Paulista, da Agência Paulista em Tecnologia dos Agronegócios (APTA) em Adamantina (SP). Os frutos de cada cultivar foram colhidos manualmente de manhã, congelados em temperatura de -20°C, acondicionados em caixas térmicas e enviados ao Laboratório de Frutas e Hortaliças do Departamento de Horticultura da Universidade Estadual Paulista (UNESP) “Júlio de Mesquita Filho”, Faculdade de Ciências Agronômicas, Campus de Botucatu (SP) para a realização das análises físico-químicas. No referido laboratório foram avaliados os seguintes atributos: pH, acidez titulável (expressa em g de ácido málico 100 g-1 de polpa) conforme preconiza a metodologia adotada pelo Instituto Adolfo Lutz (1985), também observou-se os sólidos solúveis (ºBrix). As análises físicas, ou seja, a massa fresca do fruto (g), a massa média por fruto (g), a massa da polpa (g) e o rendimento de polpa em porcentagem calculado pela (massa da polpa / massa fresca do fruto) x 100. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado (DIC), com 7 cultivares e 3 repetições. Os dados foram submetidos à análise de variância (ANOVA) e as médias comparadas pelo teste de Tukey com p< (0,05). A aceroleira é uma cultura atraente para os mercados interno e externo, onde a produtividade e a qualidade de seus frutos tem recebido assistência técnica na forma de seleção e recomendação de variedades melhoradas por parte de institutos de pesquisa e de universidades. Cabe destacar que de acordo com o período avaliado, os genótipos apresentaram viabilidade para indústria de polpa congelada de acerola, atendem a legislação quanto aos valores de sólidos solúveis, pH e as cultivares Mirandópolis, Waldy - CATI 30, BRS 238 - Frutacor, Okinawa e BRS 237 - Roxinha se destacaram em termos de qualidade dos frutos, o que justificam avaliação de produtividade destas aceroleiras como possível opção de materiais a disposição dos produtores rurais familiares como alternativa de renda.

Palavras-chave: Fruta tropical; Pomar do interior paulista; Sucos e polpas pasteurizadas de acerolas.

Publicado
2021-01-21
Seção
Artigos