ANÁLISE DA DESIGUALDADE NA RENDA DO TRABALHO NO BRASIL ENTRE 2012 E 2018

  • Beatriz Cristina Cardeal de Sousa Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)
  • Thomas Henrique Caetano de Assis Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)
  • Ana Márcia Rodrigues da Silva Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)

Resumo

O mercado de trabalho brasileiro é caracterizado pela desigualdade de renda entre os trabalhadores. Diante disso, por meio deste trabalho objetiva-se analisar a desigualdade de renda do trabalho no Brasil entre os anos de 2012 e 2018. Para tanto, foram utilizados dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) contínua dos anos de 2012, 2014, 2016 e 2018. Com base nesses dados foram calculados coeficientes de Gini. A análise dos resultados permitiu concluir que, em geral, houve um aumento na desigualdade da renda do trabalho nos anos analisados. A desigualdade de renda do trabalho é mais acentuada nas regiões Nordeste e Norte, nos estados de Pernambuco, Piauí, Paraíba e também no Distrito Federal, entre pessoas do sexo masculino, e entre pessoas de raça amarela. Por fim, identificou-se que a desigualdade de renda do trabalho aumentou mais acentuadamente entre indivíduos sem instrução.

Biografia do Autor

Ana Márcia Rodrigues da Silva, Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)

Doutora em Economia. Professora no Instituto de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG).

Publicado
2020-08-23
Seção
Artigos