O AUTOR INTERNO ÀS CARTAS DE ROMANCES

O CASO DE AS RELAÇÕES PERIGOSAS

  • Antônio Egno do Carmo Gomes UFT
  • Cassiane Oliveira de Souza Gomes UFT

Resumo

Ao construir uma narrativa por meio de cartas, o escritor é consciente das relativas limitações de perspectiva que o narrador em primeira pessoa impõe. Para contorná-las, ele lança mão de expedientes como a narração indireta, quando delega funções narratoriais à personagem. Neste artigo refletimos sobre esse fenômeno, partindo de As relações perigosas, romance epistolar de Choderlos de Laclos, observando como a referida delegação revela pontos importantes sobre o estatuto da personagem e a relevância da autoria interna para o sentido intrínseco de um romance.

 

Biografia do Autor

Antônio Egno do Carmo Gomes, UFT

Professor adjunto da Universidade Federal do Tocantins. Doutor (2014), Mestre (2007) e Bacharel em Letras e Linguística (2004) pela Universidade Federal de Goiás. Professor de Teoria Literária e Literatura Comparada na Graduação e Pós-graduação do Curso de Letras em Porto Nacional -TO. É escritor, autor do romance A Beleza Exterior da Flor. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Teoria Literária e Literatura Comparada, atuando principalmente nos seguintes temas: Autor(ia), Personagem, Romance, Narratologia, Diálogos Literatura e Teologia, Dostoiévski.

Cassiane Oliveira de Souza Gomes, UFT

Mestranda em Letras pela Universidade Federal do Tocantins, campus de Porto Nacional (2020-2022). Especialista pelo Instituto Prominas em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira. Licenciada em Letras com habilitação em Português e Inglês pela Universidade Estadual de Goiás (2009). Tem experiência como professora do ensino fundamental, médio e superior (Curso de Letras UFT/Porto Nacional). Atua nas áreas de linguagens e literaturas.

Publicado
2021-12-30