FLEXÃO DE GÊNERO DOS SUBSTANTIVOS EM LÍNGUA PORTUGUESA: ANÁLISE COMPARATIVA.

É SÓ UMA QUESTÃO DE GÊNERO?

  • Fabiana Gomes Carvalho UERJ
  • Maria Teresa Tedesco Vilardo Abreu UERJ

Resumo

O presente artigo tem por objetivo apresentar a abordagem de gramáticas no que tange à problemática da flexão de gênero dos substantivos na língua portuguesa. Apesar de esse assunto ser constantemente discutido no meio acadêmico e científico, ainda não se chegou a um consenso sobre essa temática e, percebemos que, ainda existem dúvidas e questionamentos sobre onde a categoria gênero, efetivamente, se encontraria: em flexão e ou derivação. Procuraremos neste artigo, por meio de teóricos, gramáticos e especialistas em morfossintaxe, apresentar diferentes visões acerca do tema a fim de estabelecer pontos em comum, se é que eles existem, entre as teorias selecionadas. Esse artigo pretende analisar a tensão entre a norma da língua, apresentada nas gramáticas, e os reais usos linguísticos utilizados nos diferentes projetos de dizer, no que tange à flexão de gênero dos substantivos na língua portuguesa. Para tal, foi feita uma análise comparativa entre algumas das mais relevantes gramáticas da nossa língua. Trazemos ao debate, também, os pleitos atuais em relação ao gênero das palavras, de acordo com as novas demandas dos falantes da língua.

Publicado
2022-02-17