LITERATURA, CINEMA E DIFERENTES MATERIALIDADES:

O DISCURSO DE AMOR E A CONDIÇÃO DA MULHER NO SÉCULO XIX EM ORGULHO E PRECONCEITO

  • Flaviane Fagundes Dos Santos UEG
  • Glória Lima Dos Santos Universidade Estadual de Goiás - Unidade de Iporá
  • Fernanda Surubi Fernandes Universidade Estadual de Goiás - Unidade de Iporá http://orcid.org/0000-0002-5537-999X

Resumo

O artigo objetiva analisar, a partir do estudo da Análise de Discurso, o papel da mulher no século XIX e o discurso de amor na obra Orgulho e preconceito, tomando como recorte o discurso de amor presente na obra literária e na cinematográfica, abordando a relação entre cinema e literatura. Nesse sentido, essa comparação ocorre na apresentação das diferentes adaptações e da análise da declaração de Sr. Darcy a Sra. Elizabeth Bennet regida por um discurso moralista e patriarcal, que condiciona e determina o lugar da mulher na sociedade impondo-lhe regras e limitações através de um discurso patriarcal, conservador e varonil, para isso, este estudo se fundamenta em teóricos como Foucault (1999), Orlandi (1990), Perrot (2007), Milanez e Bittencourt (2012), entres outros.

Biografia do Autor

Glória Lima Dos Santos, Universidade Estadual de Goiás - Unidade de Iporá

Graduada em Letras Português/ Inglês pela Universidade Estadual de Goiás- Uni Iporá -GO (UEG).

Fernanda Surubi Fernandes, Universidade Estadual de Goiás - Unidade de Iporá

Docente da Universidade Estadual de Goiás - UEG/Unidade de Iporá. Doutora em Linguística pela Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT. 

Publicado
2021-12-22
Seção
Tema livre