O ENCILHAMENTO

O ROMANTISMO DESENCANTADO DE TAUNAY

  • Paulo Roberto de Camargo UEG

Resumo

Em que pese uma consideração menor sobre O Encilhamento pela crítica literária em relação ao conjunto da obra literária do Visconde de Taunay, este artigo tem como objetivo ressaltar a importância desse livro como um trabalho relevante que aponta para a modernização do Brasil no final do século XIX na passagem do Império para a República. Uma política monetária adotada pelo primeiro governo republicano do Brasil, O Encilhamento configura-se como o sujeito dessa obra mediante uma linguagem econômica que atravessa e determina as relações dos personagens no âmbito de uma situação na qual os efeitos sociais de massa referentes a uma frenética especulação monetária revelam as contradições entre o romantismo e elementos racionais que configuram o homo economicus. Esse período da história brasileira aponta para um novo período socioeconômico em que o urbano se contrapõe à vida e paisagens do interior do país inseridas no conteúdo literário do período romântico do autor.

Publicado
2021-07-21
Seção
Interdisciplinaridades: Ciência e arte