A CONSTITUIÇÃO DA CONDIÇÃO DA MULHER EM VOCÊ NASCEU PARA ISSO, DE MICHELLE SACKS

  • Fernanda Surubi Fernandes Universidade Estadual de Goiás - Campus Ipor´´a. Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT - Cáceres. http://orcid.org/0000-0002-5537-999X
  • Angela Aparecida Alves Barbosa Universidade Estadual de Goiás

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar a constituição da condição da mulher no romance Você Nasceu Para Isso, de Michelle Sacks, por meio das relações/lugares de poder e submissão exercidos pelos personagens na narrativa. Partindo do princípio, do lugar de fala da personagem Merry, uma mulher que exerce papéis considerados, historicamente, fundamentais para a constituição do que seria uma boa esposa, e sua relação com aqueles que a cercam. Para tanto, a abordagem teórica deste trabalho foi fundamentada em Orlandi (2015, 1984), Perrot (2019), Foucault (2008), Adichie (2015), que trazem discussões fundamentais para a complementação da pesquisa na área da análise do discurso, voltada para a constituição do corpo feminino na narrativa, buscando analisar a construção da personagem por meio de suas falas e pensamentos, com relação aqueles que a cercam. A partir da análise, nota-se uma constante nos discursos sobre o corpo feminino, embora um longo caminho tenha sido percorrido, compreende-se que, na narrativa, a mulher é constituída como submissa as vontades do homem, efeitos de uma sociedade ainda patriarcal.

Biografia do Autor

Fernanda Surubi Fernandes, Universidade Estadual de Goiás - Campus Ipor´´a. Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT - Cáceres.

Doutora em Linguística pela Universidade do Estado de Mato Grosso (2012). Docente efetiva na Universidade Estadual de Goiás ­ UEG (2015). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: analise de discurso, registros, mulher, prostituição, cidade, leitura, escrita.

Angela Aparecida Alves Barbosa, Universidade Estadual de Goiás

Graduada em Letras - Português/Inglês pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) - Unidade Universitária de Iporá. Enquanto aluna da Universidade Estadual de Goiás desenvolveu pesquisas sobre: Análise do Discurso, Violência, Gênero, Corpo feminino e Literatura. Atuou como bolsista Iniciação a docência no Subprojeto Letras-Português/ Unidade de Iporá vinculado ao Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), CAPES/MEC, da Universidade Estadual de Goiás (2016-2018)

Publicado
2020-06-17