AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL COM APLICAÇÃO DO MÉTODO PROMETHEE II

  • Suzana Maria Loures de Oliveira Marcionilio Universidade Estadual de Goiás
  • Alexandre Kepler Soares Universidade Federal de Goiás
Palavras-chave: Araguaia, Análise Multicritério, Método Promethee II, Desenvolvimento sustentável.

Resumo

Emprego de ferramentas que facilitem e orientem as tomadas de decisão nas bases políticas é de suma importância, principalmente no âmbito ambiental. Neste trabalho utilizou o método Promethee II para o cálculo de Indicadores Multicriteriais de Sustentabilidade (IMC). Vinte e três municípios da mesorregião Noroeste goiano, situada na sub-bacia do rio Araguaia foram estudados. No caso em que o decisor definiu pesos maiores para os critérios ambientais, o município de Aragarças obteve o maior IMC, tido, portanto, como o mais sustentável e o de Baliza obteve o menor IMC, sendo apontado como o menos sustentável. Para o caso em que os critérios sociais foram privilegiados, o município menos sustentável foi o Mundo Novo enquanto com peso para critérios ambientais o menos sustentável é o de Baliza. Estes resultados podem ser utilizados como informações preliminares no desenvolvimento de ações que promova o desenvolvimento sustentável , principalmente no setor de saneamento ambiental

Biografia do Autor

Suzana Maria Loures de Oliveira Marcionilio, Universidade Estadual de Goiás

Possui graduação em Química Licenciatura e Bacharel em Química Industrial (UEG) , Especialista em Ensino de Química (UEG) , Mestre em Engenharia Agrícola com Linha de pesquisa em Recursos Hìdricos e Saneamneto Ambiental (PMEA, UEG) . Docente na rede Estadual de Ensino e nos cursos de Química Licenciatura e Bacharel em Quimica Industrial , Universidade Estadual de Goiás . 

Alexandre Kepler Soares, Universidade Federal de Goiás

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2000), mestrado e doutorado em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Escola de Engenharia de São Carlos - EESC/USP (2003 e 2007), e pós-doutorado no Departamento de Hidráulica e Saneamento da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC/USP) e no Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa, Portugal. Tem experiência nas áreas de Engenharia Civil, Engenharia Sanitária e Ambiental, com ênfase em Engenharia Hidráulica e Recursos Hídricos, atuando principalmente nos seguintes temas: sistemas de distribuição de água, perdas em redes de distribuição de água, transitórios hidráulicos e modelos para otimização aplicados a problemas de planejamento de recursos hídricos. Atualmente, é professor adjunto da Escola de Engenharia Civil da Universidade Federal de Goiás

Referências

BARBOSA, G. S. O Desafio do Desenvolvimento Sustentável. Revista Visões,4°edição, v.1, n.4, 2008.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Agenda 21 brasileira: ações prioritárias / Comissão de Políticas de Desenvolvimento Sustentável e da Agenda 21 Nacional. 2. Ed. Brasília, MMA, 2004.158 p.

CANEPA, C. Cidades Sustentáveis: o município como lócus da sustentabilidade. São Paulo: Editora RCS, 2007.

CARVALHO, J.R. M de; Curi, W.F.; Carvalho, E.K.M.de A. Avaliação da Sustentabilidade Ambiental de Municipios Paraibanos: Uma Aplicação Utilizando Método Promethee II . Revista de Gestão e Regionalidade,v. 27,n.80 ,2011.

CARVALHO, J.R.M de; Curi,W.F.; Carvalho,E.K.M.de A. Curi,R. C. Metodologia para Avaliar a Sustentabilidade Ambiental de Municípios Utilizando Análise Multicritério. Revista de Administração, Contabilidade e Sustentabilidade ,REUNIR, v. 1, n. 1, p.18-34,2011.

ENVIORMENTAL SUSTAINABILITY INDEX, Benchmarking National Environmental Stewardship. Yale Center for Environmental Law and Policy, Yale University. Center for International Earth Science Information Network, Columbia University. 2005.

FONSECA, C. A. G. de M. da. Índice de Sustentabilidade Municipal: um instrumento de avaliação da qualidade de vida nos municípios brasileiros. Dissertação (Mestrado Desenvolvimento Sustentável). Universidade de Brasília, Brasília. 2010. 217 p.

GOMES, L. F. A. M.; SIMÕES GOMES, C. F.; ALMEIDA, A. T. de. Tomada de decisão gerencial: enfoque multicritério. 1ª ed. São Paulo, SP: Atlas, 2002.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em http://www.ibge.gov.br. Acesso em Fevereiro de 2012.

JANUZZI, P. de M. Análise multicritério e a decisão em políticas públicas: implementação da técnica no aplicativo PRADIN e aplicações. - Rio de Janeiro: Escola Nacional de Ciências Estatísticas, 2010. 35 p.

JANNUZZI, P. de M.; MIRANDA, W. L. de ; SILVA, D. S. G. da. Análise multicritério e tomada de decisão em políticas públicas: aspectos metodológicos, aplicativo operacional e aplicações. Revista Informática Pública, v.11, n. 1, p. 69-87, Belo Horizonte, 2009.

KHALIFA, M. A.; CONNELLY,S. Monitoring and guiding development in rural Egypt: local sustainable development indicators and local Human Development Indices. Environment, Development, Sustainability. p 1-22, 2008.

PNUD. Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Disponível em http://www.pnud.org.br/atlas/. Acesso em Fevereiro de 2012.

PRADIN – Programa para Apoio à Tomada de Decisão baseada em Indicadores: versão 3.0. Associação Nacional das Instituições de Planejamento, Pesquisa e Estatística – ANIPES. Disponível em: http://www.anipes.org.br.Acesso em: 27 janeiro 2012.

RABELO, L. S. Indicadores de Sustentabilidade: Uma seqüência metodológica para a mensuração do progresso ao desenvolvimento sustentável. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente). Universidade Federal do Ceará. Fortaleza. 2007,170 p.

SCANDAR NETO, W. J. Síntese que organiza o olhar: uma proposta para construção e representação de indicadores de desenvolvimento sustentável e sua aplicação para os municípios fluminenses. Dissertação de mestrado. Rio de Janeiro, RJ: ENCE/ IBGE, 2006.

SEPIN. Superitendência de Estatística, Pesquisa e Informações Socioeconômicas /SEGPLAN/Governo de Goiás. http://www.seplan.go.gov.br/sepin/.Acesso em Janeiro de 2012.

SILVA, V. B. de ; MORAIS, D. C. O Uso do Promethee II para Priorizar Alternativas para Preservação de Bacia Hidrográfica: Estudo de Caso Realizado na Bacia do Rio Jaboatão, Pernambuco, Brasil. In: XXVIII ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Anais... Rio de Janeiro, ENEGEP, 13 a 16 de outubro de 2008.

SILVÉRIO, L. B.; FERREIRA, A. S.; RANGEL, L. A. D. Avaliação das Cidades da Região Sul Fluminense empregando o Método PROMETHEE II. In: XVII ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. Foz do Iguaçu, PR, Brasil. Anais... Paraná, ENEGEP, 09 a 11 de outubro de 2007, p. 10.

SOUZA, J.H; PAULELLA, E. D; TACHIZAWA, T.; POZO, H. Desenvolvimento de Indicadores de Sintese para o desempenho ambiental. Revista Saúde e Sociedade. São Paulo, v.18, n.3, p.500-514, 2009.

UNCSD. United Nations. Commission on Sustainable Development. Indicators of sustainable development. New York: UNCSD, 1996.

Publicado
2014-10-03
Seção
Ciências Ambientais