Ambientes e recipientes na produção de mudas de Dipteryx alata Vog.

  • Márcio Silva Melo
  • Bruno Silva Melo
  • Lucas Robson de Oliveira Universidade Estadual de Goiás
  • Cleiton Gredson Sabin Benett
  • Katiane Santiago Silva Benett
  • Frederico Severino Barbosa
  • Ademilson Coneglian

Resumo

O baru é uma das espécies do Cerrado com maior potencial de cultivo devido ao seu desenvolvimento e inúmeras utilidades. O objetivo foi avaliar a produção de mudas de baruzeiro em diferentes recipientes e ambientes de cultivo, com delineamento experimental inteiramente casualizado em esquema fatorial 4 x 3, uso de quatro ambientes [controle (pleno sol), palha, filme plástico, tela Sombrite®] e três tipos de recipientes (tubetes de 120, 290 e 820 cm³), com 30 repetição cada. Avaliou-se: índice relativo de clorofila, altura de plantas, diâmetro do coleto, número de folhas, área foliar, matéria fresca e seca da parte aérea e raiz, e índice de qualidade de Dickson. Os resultados foram submetidos à análise de variância (teste F) e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. O ambiente Sombrite® e o recipientes de 820 cm³, apresentaram os melhores resultados para o desenvolvimento das mudas.

Biografia do Autor

Márcio Silva Melo

Graduado em Engenharia Florestal e Mestre em Produção Vegetal pela Universidade Estadual de Goiás - Campus Ipameri. Doutorando em Produção Vegetal pela UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS.

Bruno Silva Melo

Graduado em Engenharia Florestal e mestre em produção vegetal pela Universidade Estadual de Goiás - Campus Ipameri. Doutorando em Produção Vegetal pela UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS.

Cleiton Gredson Sabin Benett

Professor doutor do curso de Agronomia e Engenharia Florestal pela Universidade Estadual de Goiás, Câmpus Sudeste, Unidade Ipameri.

Katiane Santiago Silva Benett

Professora doutora do curso de Agronomia na Universidade Estadual de Goiás, Câmpus Sudeste, Unidade Ipameri, Goiás, Brasil

Frederico Severino Barbosa

Graduando de Engenharia Florestal pela Universidade Estadual de Goiás - Câmpus Sudeste - Unidade Ipameri.

Ademilson Coneglian

Professor Doutor do curso de Engenharia Florestal na Universidade Estadual de Goiás, Câmpus Sudeste, Unidade Ipameri

Publicado
2022-03-04
Seção
Artigos