Caracterização das potencialidades biotecnológicas de Momordica charantia Linn.

Resumo

A Momordica charantia L. é popularmente usada como antibacteriano, anti-helmíntico, antiviral, antioxidante, cicatrizante, além de ser usado como droga auxiliar para a Diabetes Mellitus tipo 2. Sendo assim, o presente trabalho teve como objetivo retratar a atividade biológica e as possíveis aplicações biotecnológicas da M. charantia. Realizou-se uma pesquisa bibliográfica sistemática, com a busca de artigos nas bases de dados SciELO, PubMed, CAPES e ScienceDirect, publicados entre os anos de 2010-2019. Os estudos mostraram que a planta pode ser utilizada para o desenvolvimento de produtos cosméticos, nutracêuticos, drogas auxiliares, principalmente antivirais e hepatoprotetoras, além de poder ser utilizada para aplicações estéticas, fabricação de nutricosméticos e adesivos cutâneos, tendo potencial para o desenvolvimento de produtos baseados na nanotecnologia. Logo, percebe-se a importância de se caracterizar um vegetal para a obtenção de novas drogas usando tecnologias mais avançadas para garantir o bem estar populacional, promovendo saúde.

Biografia do Autor

Gabriela Braga Andrade, Fcauldade Maria Milza

Graduanda do curso de Bacharelado em Biomedicina da Fcauldade Maria Milza (FAMAM).

Ohana Luiza Santos de Oliveira, Faculdade Maria Milza (FAMAM)

Biomédica (2014) e Mestra em Genética e Biologia Molecular (2015) pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Especialista de Gestão em Saúde (2018) pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), com doutorado em andamento pela Rede Nordeste de Biotecnologia (RENORBIO) na Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Professora universitária dos cursos de Biomedicina e Farmácia da Faculdade Maria Milza (FAMAM) e curso de Biomedicina da Faculdade Tecnologia de Valença (FACTIVA). Desenvolve pesquisa atualmente na linha de Recursos Naturais, com ênfase no estudo de Passiflora sp. 

Publicado
2020-10-03
Seção
Artigos