Fora do armário, dentro das normas:

a organização mundial da saúde e a saúde mental LGBTQI

Palavras-chave: Direitos Humanos; Relações Internacionais; Organização Mundial da Saúde; Saúde Mental LGBTQI.

Resumo

Com o objetivo de analisar contribuições empreendidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) relativas à atenção à saúde mental da comunidade LGBTQI, foram analisados documentos produzidos pela OMS que vinculavam a ela responsabilidade de ações relativos à saúde mental LGBTQI. Tais contribuições encontravam-se sensíveis aos contextos sócio-político-econômicos em escala global, justificando o caráter de serem respostas institucionais às problemáticas externas. Por fim, as dinâmicas institucionais da OMS, bem como seu próprio caráter estrutural (de dependência aos Estados) corroboram para que as práticas discursivas de atenção à saúde mental LGBTQI sejam carentes de maiores desdobramentos, mesmo que embasadas em teorias e valores como o dos direitos humanos.

Publicado
2021-12-28
Como Citar
SILVEIRA, M.; DE CASTRO, B. T. Fora do armário, dentro das normas:. Atâtôt - Revista Interdisciplinar de Direitos Humanos da UEG, v. 2, n. 3, p. 54-74, 28 dez. 2021.
Seção
Artigos