EQUAÇÕES DE INTENSIDADE, DURAÇÃO E FREQUÊNCIA DE PRECIPITAÇÕES PARA O MUNICÍPIO DE PETROLINA-PERNAMBUCO

Resumo

O conhecimento sobre as chuvas intensas baseado nas equações de intensidade, duração e frequência é uma importante ferramenta no planejamento urbano e dimensionamento de projetos hidráulicos, bem como no planejamento de cultivo de culturas de interesse agrícola. O município de Petrolina-PE possui uma área extensão territorial urbana de 244,8 km2, com densidade populacional média de 76,5hab./km2, e, frequentemente sofre com problemas de alagamentos e inundações. Nesse sentido, este trabalho objetivou determinar as precipitações máximas associadas a diferentes períodos de retorno utilizando métodos probabilísticos para obter os parâmetros da equação regionalizada de chuvas intensas para o município de Petrolina-PE. Para tanto, utilizou-se uma série histórica de 40 anos, a qual foi ajustada pela distribuição de extremos, ou distribuição de Gumbel, para obtenção das precipitações máximas. Os parâmetros da equação foram determinados através da aplicação de regressão potência, após a desagregação de chuvas de 24 horas em menores tempos de duração. As durações utilizadas foram 60, 120, 180, 240, 300, 360, 480, 720, 1080 e 1440 minutos. Os resultados dos parâmetros obtidos para equações IDF foram K= 114, 4840, m=0,4211 e n=-0,61926, com um coeficiente de determinação R²=0,9790, assim apresentando boas estimativas para uso em aplicações de planejamento em relação ao município de Petrolina-PE.

Biografia do Autor

Fabricio Ribeiro Garcia, Universidade Federal da Bahia

Graduação em Engenharia Civil (2012) pela Universidade Católica de Salvador e Engenharia Sanitária e Ambiental (2016) pela Universidade Federal da Bahia. Atualmente é mestrando no Programa de Pós Graduação em Engenharia Civil com ênfase em Sistemas de Transportes e Informações Espaciais -PPEC/UFBA. Possui interesse nas áreas Engenharia Civil com ênfase em Hidráulica, Hidrologia, Drenagem Urbana, Sistemas de Informação Geográfica, Modelagem Matemática de Bacias Hidrográfica e temas afins.

Letícia Garcia de Souza, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Estudante de graduação em Engenharia da Computação pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Possui interesse na área de pesquisas em ciência e tecnologia, com ênfase em engenharia, robótica, computação aplicada, programação, design gráfico, energias renováveis, meio ambiente e desenvolvimento sustentável.

Fabio Ribeiro Garcia, Instituto Federal do Pará

Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia e doutor em Ciências Agrárias pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (2017), com área de concentração em Fitotecnia. Atualmente é professor efetivo do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal do Pará (IFPA) onde atua na área de Engenharia Agrícola e Fitotecnia, lecionando disciplinas de Topografia, Fruticultura e Organografia Vegetal.

Publicado
2021-08-17