Revista Sapiência: sociedade, saberes e práticas educacionais (2238-3565)

A Revista Sapiência: Sociedade, Saberes e Práticas Educacionais é uma publicação semestral da Universidade Estadual de Goiás. A revista tem o objetivo de publicar artigos científicos de pesquisadores vinculados à instituições de ensino em níveis regional, nacional e internacional. Portanto, busca-se integrar pesquisas de maneira interdisciplinar para contribuir com a produção de conhecimentos locais e globais.

Os volumes são estruturados em torno de três eixos: 

1 - Humanidades e Linguagens; 

2 - Ciências da Natureza e Aplicadas;

3 - Práticas e Experiências Educacionais. 

 

.....................

La revue «Sapiência: sociedade, Saberes e Práticas Educacionais» est une policátion semestral de l’Université D’État de Goiás. La revue a le sujet de publier des articles cientifiques des chercheurs vinculés à instituitions d’enseiments aux niveaux regional, nacional e internaticional. On met donc en rapport des recherches de manière interdisciplinaire pour contribuer avec la production des connaissances locales et mondiales.

Les dossiers sont structurés autour de trois axes:

1. Sciences humaines et du languages;

2. Sciences naturelles et appliquées;

3. Pratiques et Expériences Éducatives.

........................

Para cadastro e normatização da revista clique aqui.

 

A Revista está classificada no Webqualis Geografia e História B4

Notícias

 

CHAMADA PARA PUBLICAÇÃO

 

 

A Revista Sapiência: sociedade, saberes e práticas educacionais (ISSN 2238-3565)

 

Dossiê: Religiões e religiosidades na modernidade tardia

 

 

Organizadores: Prof. Dr. João Paulo de Paula Silveira (UEG Campus Iporá/NER-UFG); Prof. Dr. Flávio Munhoz Sofiati (FCS - UFG/NER-UFG)

 

 

Compreender a realidade contemporânea, independente do referencial utilizado, exige que se considere o lugar ocupado pelas religiões não apenas na vida privada, como se imaginou um dia, mas também no espaço público. Se por um lado a modernidade liquefaz as relações sociais e culturais tradicionais, como sugere Zygmunt Bauman, de outro, ela não consegue forjar narrativas totalizantes capazes de solucionar os dilemas existenciais mais profundos. Se assumirmos essa leitura, é possível pensar que a modernidade, enquanto crise ininterrupta, não erodiu a validade da religião, mas criou condições para (re)invenções e (re)afirmações contínuas de  narrativas religiosas que competem entre si no interior do campo religioso. Muito embora seja discutível a opinião de que o sujeito é o único responsável por sua jornada religiosa, parece sensato postular que a religião não pode ser mais pensada apenas em seu registro institucional.  Nesse sentido, a possibilidade de se converter a uma religião ou de transitar entre várias ofertas define a individuação da fé típica da paisagem plural, conforme argumentam autores como Hervieu-Léger e Peter Berger. 

A partir desses direcionamentos, esse dossiê espera receber pesquisas nas áreas de sociologia, história, geografia, ciência política, ciências da religião, antropologia e psicologia que contemplem as afinidades, interfaces e imbricamentos entre a religião/religiosidade e a experiência social, cultural e política da contemporaneidade.

 

Os manuscritos devem seguir as normas (diretrizes para os autores) e serem submetidos no próprio site da Revista Sapiência: Sociedade, Saberes e Práticas Educacionais

 

Diretrizes para os autores: 

http://www.revista.ueg.br/index.php/sapiencia/about/submissions#authorGuidelines

 

Submissão Online:

http://www.revista.ueg.br/index.php/sapiencia/about/submissions#onlineSubmissions

 

Prazo para submissão: 31 de Junho de 2017

 

 

 

 

Iporá/GO, 6 de Fevereiro de 2017

 

 

 

 

Editor Chefe

Prof. Dr. Ricardo Junior de Assis Fernandes Gonçalves

Universidade Estadual de Goiás – Campus Iporá

 

 
Publicado: 2017-02-16
 
Outras notícias...

v. 5, n. 2 (2016)


Capa da revista