[1]
H. Ganzaroli e E. Ignácio, “O feminino e o mito em Cidade livre, de João Almin”o, Via_Litterae, vol. 12, nº 2, p. 317-337, dez. 2020.