As propostas de Geografia em alguns autores clássicos: uma análise exploratória

  • Edson Batista da Silva Universidade Estadual de Goiás / Câmpus Itapuranga
Palavras-chave: Geografia clássica, pensamento geográfico, autores clássicos, Geografias.

Resumo

No período contemporâneo as perspectivas teóricas metodológicas possibilita-nos afirmar que temos “geografias.” Mas si analisarmos a geografia tradicional podemos afirmar que havia uma homogeneidade das propostas apresentadas?   Nesse sentido este artigo tem por objetivo apresentar as propostas de Geografia em alguns autores clássicos. Além disso, relacionar quais os caminhos estes defendiam para produzi-la. Assim como as divergências e convergências teóricas presentes nestes autores. Para atingir estes propósitos foram realizadas a leitura e interpretação de parte das obras destes geógrafos. As respostas encontradas demonstram que a Geografia já nesse momento se concretizava como “geografias.” Entre elas havia pontos de convergência, assim como de divergências. E estavam atreladas ao espaço/tempo vivido dos autores. Devido a isso, acusá-los de atender ao imperialismo europeu também traz interesses de legitimidade de novas propostas. É preciso prudência para não construir análises que apagam o mérito da produção destes intelectuais, compreendendo-os no seu espaço/tempo.

 

Publicado
2017-07-07
Seção
Artigos