O território camponês em construção: utopias e contradições

  • José Novais de Jesus Universidade Eederal de Goiás / UnU de Quirinópolis
  • Manoel Calaça Instituto de Estudos Sócio-Ambientais / UFG
  • Lorranne Gomes da Silva Universidade Estadual de Goiás / UnU de Quirinópolis Instituto de Estudos Sócio-Ambientais / UFG
Palavras-chave: Território, Produção de alimentos, Agricultura camponesa, Resistências

Resumo

Este artigo tem como objetivo contribuir para as discussões referentes às construções do território camponês a partir das lutas e resistência dos trabalhadores pela posse da terra e permanência no campo. A espacialização das ocupações como estratégias de lutas tem demonstrado que os movimentos sociais do campo confrontam e disputa com o agronegócio a apropriação e uso de territórios. Destaca também a importância da produção de alimentos e geração de empregos na agricultura camponesa. As disputas por terra no Brasil intensificam a violência no campo e como conseqüências a expansão do agronegócio. As alternativas de sobrevivência no campo têm na reforma agrária a perspectiva de viabilizar a melhoria de vida dos camponeses.

Seção
Artigos