A influência da vegetação no clima urbano de cidades pequenas: um estudo sobre as praças públicas de Iporá-GO

  • Magno Macedo de Oliveira Universidade Estadual de Goiás - UEG / UnU Iporá
  • Washington Silva Alves Universidade Estadual de Goiás - UEG / UnU Iporá
Palavras-chave: cidade, praça pública, vegetação, microclima

Resumo

Este trabalho teve como principal objetivo analisar o padrão da temperatura e da umidade entre duas praças públicas da cidade de Iporá-GO, que se diferenciam pela densidade de vegetação. A proposta metodológica foi baseada no S.C.U. e na análise rítmica de Monteiro (1976). Foram coletados dados de temperatura e umidade relativa do ar por meio de um termohigrômetro Data Logge HT-500 entre os dias 30/08 e 05/09, no horário das 09 horas, 15 horas e 21 horas. Para análise das condições meteorológicas atuantes na região, durante o período de coleta, foram utilizadas as imagens do satélite Goes 12 e as cartas sinóticas da Marinha do Brasil. Os dados foram organizados em planilhas de cálculo para a construção de gráficos que demonstraram o ritmo da temperatura e umidade relativa do ar para cada horário. Os resultados mostraram que a praça com vegetação arbórea apresentou os menores valores de temperatura e os maiores de umidade registrando diferenças térmicas de 6,3°C e higrométricas de 21% às 15 horas. O estudo concluiu que a vegetação arbórea nas praças públicas desempenha função importante, pois ameniza os efeitos do clima urbano.

Seção
Artigos