CARACTERIZAÇÃO DO CARSTE TRADICIONAL NO ESTADO DE SERGIPE

  • Heleno Santos Macedo Instituto Federal de Sergipe/IFS
  • Hélio Mario Araújo Universidade Federal de Sergipe
  • Antônio Jeovah de Andrade Meireles Universidade Federal do Ceará
  • Luana Pereira Lima Universidade Federal de Sergipe

Resumo

O carste subterrâneo de Sergipe se reveste de fundamental importância para vários ecossistemas, inclusive, o humano. A partir desse fato, o objetivo desse trabalho é analisar a morfogênese e morfodinâmica do carste subterrâneo estadual, adotando para isso, o trabalho de campo, e associado a ele, a revisão da iteratura especializada e o levantamento cartográfico como procedimentos metodológicos de suporte a elucidação dos fatos. Dentre os muitos serviços providos estão o suprimento de água através de nascentes, reservatórios e aquíferos, além da polinização e controle biológico. No ambiente cárstico, identificou-se sessenta e uma novas cavernas, disseminadas em tipos climáticos diferenciados, variando do úmido ao semiárido, apresentando variações de espeleotemas com destaques para as helectites, estalactites tradicionais e do tipo canudinho de refresco, estalagmites e cortinas do tipo bacon, entre outros. Evidenciouse, portanto, que do ponto de vista do uso, elas possuem grande valor estético e econômico à medida que sustentam atividades de turismo e outros aspectos do lazer. Tais atividades, se gerenciadas pelo setor público e/ou privado, sem dúvida, a curto e médio prazos podem representar um ativo importante para a economia de certos municípios. Palavras-chave: Espeleogênese. Cavidades naturais. Espeleotemas. Sergipe.

Referências

.
Publicado
2021-09-15
Seção
Artigos