O USO DA TERRA E A APROPRIAÇÃO DO ESPAÇO PELOS CAMPONESES– AGROECOLOGIA COMO MECANISMO DE RESISTÊNCIA

  • Rafael Resende Rodrigues Universidade Estadual de Goiás, Campus Iporá

Resumo

A apropriação do espaço e o uso da terra há tempos vêm sendo objeto de estudo no campo geográfico. Essas questões tornam-se mais proeminentes quando as associamos ao uso que os assentamentos rurais e os camponeses, provenientes da reforma agrária, fazem do território e espaço físico, uma vez que essa ação estende-se para além do simples “o que fazer do espaço” e obtém caráter político e de resistência na luta pela terra, dando significado existencial para os povos ocupantes desse locais. O objetivo deste trabalho, propõe refletir sobre o modo que os camponeses que vivem e produz na terra, se apropriam do espaço em que vivem, e como as técnicas de produção sustentáveis como a agroecologia, podem estreitar os vínculos deste não só com sua produção, mas sobretudo dando um caráter social de resistência e permanência na terra. Assim sendo, as relações que o homem estabelece com o espaço em que ocupa tornam-se ferramentas pujantes na consolidação de seu modo de usar e fluir nesse território e, consequentemente, dão ressonância eficaz à luta pela terra, reforçando a importância política e social de sua voz através de suas ações. Palavras-chave: Uso da terra; Espaço e território; Camponeses.

Referências

..
Publicado
2021-02-20
Seção
Artigos