MINERAÇÃO DE NIÓBIO E RUPTURA TERRITORIAL DE COMUNIDADES RURAIS EM GOIÁS1

  • Ricardo Junior de Assis Fernandes Gonçalves Professor dos Cursos de Graduação (Unidade Iporá) e Pós-Graduação em Geografia (Campus Cora Coralina) da Universidade Estadual de Goiás (UEG). Pesquisador do Grupo de Pesquisa e Extensão Política, Economia, Mineração, Ambiente e Sociedade (PoEMAS)

Resumo

Megamineração é uma atividade extrativa que, ao se territorializar promove a ruptura ambiental e
cultural dos lugares. Assim, este artigo apresenta as implicações territoriais da mineração a céu aberto de nióbio
no estado de Goiás. A área de estudo compreende o megaempreendimento de extração de nióbio localizado em
Catalão (GO). A relação entre mineração e ruptura territorial é apresentada pelos impactos da mina Boa Vista na
comunidade rural Coqueiros. A metodologia qualitativa contou com procedimentos de entrevistas, observação
direta, diário de campo e registros fotográficos. Acredita-se que os resultados contribuem com os esforços de
análises geográficas, especialmente no campo da geografia agrária, da mineração em Goiás. Colaboram ainda
com as pesquisas que compreendem o território goiano como um território minerado, apropriado e fraturado pela
mineração.
Palavras-chave: Território. Mineração. Nióbio. Comunidade. Expropriação.

Referências

.
Publicado
2020-10-06
Seção
Artigos