Uma análise sobre a participação das mulheres no movimento integralista através das páginas do jornal A Offensiva (1936)

An analysis about the woman’s contribution on the integralist movement through the newspaper pages A Offensiva (1936)

  • Luana Dias dos Santos Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Resumo

O presente artigo propõe analisar as Theses das Blusas Verdes, escritos publicados no jornal A Offensiva (1934-1938), referentes ao mês de setembro de 1936, que tinham o propósito de educar e formar mulheres dentro da ideologia integralista. A Ação Integralista Brasileira (1932-1938) foi um movimento fascista brasileiro, coordenado pelo romancista Plínio Salgado. Sendo a imprensa a forma mais recorrente de disseminar os ideais integralistas, observamos o jornal A Offensiva, de publicação semanal e alcance nacional, para compreendermos qual a importância das mulheres para o movimento integralista e os papéis sociais designados a elas a partir do seu sexo biológico. Para tal análise, utilizamos gênero e as afetividades políticas como categoria de análise, que proporcionam um olhar analítico sobre como as mensagens comoventes eram direcionadas e estruturadas no discurso jornalístico do A Offensiva, incorporando a maternidade como fonte primária da participação das mulheres no movimento. 

Palavras-chaves: Integralismo. Mulheres. Maternidade. Gênero.

Biografia do Autor

Luana Dias dos Santos, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Graduada em História pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS); graduanda em Licenciatura Letras/Inglês pelo Grupo Educacional IBRA.

Publicado
2022-01-03
Como Citar
Santos, L. (2022). Uma análise sobre a participação das mulheres no movimento integralista através das páginas do jornal A Offensiva (1936). Revista De História Da UEG, 11(01), e112201. https://doi.org/10.31668/revistaueg.v11i01.11901