Cristofobia e Perseguição: entre usos e interpretações dos atos de perseguição aos Cristãos na Antiguidade

  • Diogo Pereira da Silva Doutor em História Comparada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor da Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO, Campus Niterói).

Resumo

A perseguição aos cristãos é considerada por grupos religiosos como parte de uma única metanarrativa da História da Salvação que uniria o passado, o presente e o futuro da “Igreja Perseguida”. Neste contexto, a argumentação sobre a “cristofobia” – a noção de que haveria perseguições a adeptos do cristianismo na contemporaneidade – ganhou destaque na discussão política contemporânea no Brasil. No presente artigo, buscamos delinear os fundamentos das ações persecutórias aos cristãos no Império Romano como forma de desconstruir a interpretação anacrônica que conjuga, em um único relato, as perseguições na Antiguidade a uma “cristofobia” contemporânea.

Publicado
2021-09-11