Viabilidade econômica da implantação do cultivo de alface no sistema hidropônico em Catalão - Goiás

  • Guilherme Abreu de Paula John Deere
  • Marta Cristina Marjotta-Maistro Universidade Federal de São Carlos-UFSCar
  • Adriana Estela Sanjuan Montebello Universidade Federal de São Carlos-UFSCar
  • Renato Alves de Oliveira Universidade Estadual de Ponta Grossa-UEPG
  • Sr. Alves dos Santos Universidade Federal de São Carlos

Resumo

RESUMO: O cultivo hidropônico de alface possui vantagens em relação ao tradicional, tendo em vista uma maior produção ao longo do ano, devido ao controle do ambiente que oferece sempre um produto de boa qualidade. Este estudo objetivou analisar a viabilidade econômica da implantação do cultivo de alface no sistema hidropônico no município de Catalão, estado de Goiás. Como objetivos específicos, determinaram-se: i) Identificar investimentos iniciais, receitas e custos do projeto de cultivo hidropônico; ii)  Elaborar a demonstração de fluxo de caixa para um horizonte de planejamento de 15 anos; e iii) Calcular e analisar indicadores de viabilidade privada econômica do projeto de cultivo hidropônico; e iv) realizar a análise de sensibilidade do sistema de produção como critério de decisão. Definiu-se uma Taxa Mínima de Atratividade de 14,46% ao ano e, para indicadores econômicos, utilizou-se o Valor Presente Líquido [VPL], Taxa Interna de Retorno [TIR], Payback descontado, cálculo de margens e ponto de equilíbrio. A estufa foi dimensionada para uma produção anual de 144.000 unidades de alface e para o fluxo de caixa foi considerado uma vida útil de 15 anos do projeto. Os resultados demonstraram um VPL de R$ 72.057,38, TIR de 30% e o Payback descontado em três anos e 10 meses. A análise de sensibilidade mostrou que, mesmo em cenários de redução de demanda, o negócio continuaria lucrativo, e os cálculos das margens e quantidade de equilíbrio indicaram que o produtor tem condições de operar em longo prazo na sua atividade.

Palavras-Chave: Hidroponia. Análise econômica. Hortaliça.

ABSTRACT: The hydroponic cultivation of lettuce has advantages over the traditional one, with a view to greater production throughout the year, due to the control of the environment that always offers a good quality product. This study aimed to analyze the economic viability of implementing lettuce cultivation in the hydroponic system in the municipality of Catalão, State of Goiás. As specific objectives, it was determined: i) Identify initial investments, revenues and costs of the hydroponic cultivation project; ii) Prepare the cash flow statement for a 15-year planning horizon; and iii) Calculate and analyze indicators of private economic viability of the hydroponic cultivation project; iv) perform the sensitivity analysis of the production system as a decision criterion. A Minimum Attractiveness Rate of 14.46% per year was defined and, for economic indicators, the Net Present Value [NPV], Internal Rate of Return [IRR], discounted Payback, margin calculation and breakeven point were used . The greenhouse was designed for an annual production of 144,000 units of lettuce and for the cash flow, a useful life of 15 years of the project was considered. The results showed a NPV of R $ 72,057.38, an IRR of 30% and the Payback discounted in three years and 10 months. The sensitivity analysis showed that even in scenarios of demand reduction, the business would remain profitable, and the calculations of margins and balance amount indicated that the producer is able to operate in the long term in his activity.

Keywords: Hydroponics. Economic analysis. Vegetables.

Biografia do Autor

Guilherme Abreu de Paula, John Deere

MBA em Agronegócios na Universidade de São Paulo

Rua 506, nº47, Santa Cruz, CEP: 75706-450, Catalão, Goiás, Brasil.

PaulaGuilhermeA@JohnDeere.com

Marta Cristina Marjotta-Maistro, Universidade Federal de São Carlos-UFSCar

Doutor em Ciência: Economia Aplicada na Universidade de São Paulo

Federal de São Carlos-UFSCar

 Rodovia Anhanguera, Km 174 Araras - São Paulo – Brasil, CEP 13604-000

marjotta@ufscar.br

Adriana Estela Sanjuan Montebello, Universidade Federal de São Carlos-UFSCar

 

Doutor em Ciência: Economia Aplicada na Universidade de São Paulo

Universidade Federal de São Carlos-UFSCar

Rodovia Anhanguera, Km 174 Araras - São Paulo – Brasil, CEP 13604-000

adrianaesm@ufscar.br

Renato Alves de Oliveira, Universidade Estadual de Ponta Grossa-UEPG

 

Doutor em Ciência: Economia Aplicada na Universidade de São Paulo

Universidade Estadual de Ponta Grossa-UEPG

  1. Cel. Bitencourt, 689 - Centro, Ponta Grossa - PR,

CEP 84010-290, Ponta Grossa-PR;

natoliveiralves@hotmail.com

Sr. Alves dos Santos, Universidade Federal de São Carlos
Departamento de Tecnologia Agroindustrial e Socioeconomia Rural (DTAiSeR-Ar)
Publicado
2020-04-29
Seção
Artigos