INDICADORES DA ATIVIDADE GOIANA EM PESQUISA E INOVAÇÃO: POTENCIALIDADES E DEFICIÊNCIAS EM ÁREAS ESTRATÉGICAS NO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO

  • Ricardo Limongi França Coelho Curso de Administração Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia Universidade Federal de Goiás
  • Altair Camargo Filho Curso de Administração Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia Universidade Federal de Goiás
  • Marcos Inácio Severo de Almeida Curso de Administração Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia Universidade Federal de Goiás
  • Denise Santos de Oliveira Curso de Administração Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia Universidade Federal de Goiás
Palavras-chave: Indicadores, Estado de Goiás, Pesquisa, Inovação.

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo mapear a atividade goiana de pesquisa e inovação no Estado de Goiás identificando potencialidades e deficiências nas áreas estratégicas de desenvolvimento em ciência e tecnologia. O método utilizado foi a Estatística Descritiva por meio da apresentação de indicadores de ciência e tecnologia obtidos em dados secundários como a CAPES, CNPq, FINEP, FAPEG e MCTI. Como resultado da pesquisa, identificou-se que o Estado de Goiás, juntamente com a região Centro-Oeste e Norte, possui um dos piores percentuais em relação à oferta de pós-graduação do país. Dentre as potenciais áreas de ciência no Estado de Goiás estão: Ciências Agrárias, Ciências Humanas e Multidisciplinar. As áreas deficientes são: Linguística, Letras e Artes e Engenharia. Na área de tecnologia, identificou-se o crescimento no número de patentes produzidas pelo estado, bem como a relevante contribuição da FAPEG no processo de geração de tecnologia. 

 

Biografia do Autor

Ricardo Limongi França Coelho, Curso de Administração Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia Universidade Federal de Goiás
É doutorando em Administração pela EAESP-FGV na linha de Estratégias de Marketing e estudante visitante na Universidade Cornell (EUA). Mestre (Unisinos-RS) e Bacharel (PUC-GO) em Administração. Professor Assistente na Universidade Federal de Goiás (UFG) lotado no curso de Administração da Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia (FACE). Coordenador do grupo ADMKT da UFG. Premiado com o melhor artigo de tema e de área no SEMEAD 2013 e indicado ao prêmio Raimar Richers de melhor artigo do EMA 2014. Interesses de pesquisa: varejo, mídias sociais, marketing para pequenas empresas e métodos quantitativos.
Altair Camargo Filho, Curso de Administração Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia Universidade Federal de Goiás
Mestrando em Administração pela Universidade Federal de Goiás (PPGADM) na linha Estratégia, Empreendedorismo e Inovação. Bacharel em Administração pela Universidade Federal de Goiás.
Marcos Inácio Severo de Almeida, Curso de Administração Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia Universidade Federal de Goiás
Mestre em Administração , Pós-Graduado em Marketing e Bacharel em Comunicação Social, com habilitações em Jornalismo e Publicidade. Atualmente é estudante de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/UnB) e bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Pós-Graduação Pró-Qualificar da Universidade Federal de Goiás. É Professor Assistente da Universidade Federal de Goiás (UFG), onde atua na Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas (FACE). Participa regularmente do Grupo de Pesquisa Experimenta, da Universidade de Brasília, e coordena o grupo ADMKT, da Universidade Federal de Goiás. Foi agraciado com o prêmio de melhor artigo de tema e de área no SEMEAD 2013 e indicado ao prêmio Raimar Richers de melhor artigo do EMA 2014. O principal tema que orienta suas pesquisas é a gestão do composto de marketing e o impacto em variáveis individuais ou empresariais de desempenho. Essa temática é abordada por meio de delineamentos quase-experimentais, que envolvam grandes bases de dados, ou experimentais, conduzidas em laboratório ou em ambientes naturais.
Denise Santos de Oliveira, Curso de Administração Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia Universidade Federal de Goiás
É graduanda da Universidade Federal de Goiás (UFG) no Curso de Administração. Participa do grupo ADMKT, grupo de pesquisas em Marketing, da FACE/UFG. Tem artigos premiados na área de Empreendedorismo e Inovação na Gestão Pública no Prêmio Belmiro Siqueira.
Publicado
2015-09-18
Seção
Artigos