RECONTAR POR ESCOMBROS O MODELO:

FRAGMENTOS DA EXPERIÊNCIA BRASILEIRA DE FORMALIZAÇÃO DOS SABERES EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA.

  • Laura Henrique Correa Universidade de São Paulo
  • Aline Lourenço de Oliveira

Resumo

O objetivo deste estudo foi contar uma versão possível da experiência brasileira de formalização dos saberes em administração pública no Brasil, integrando fontes que materializaram a circulação desses saberes: fotografias, notícias, revistas; entre outras, que acompanharam o surgimento da primeira escola no país. Para isso, foram utilizadas as publicações da Escola Brasileira de Administração Pública (EBAP), disponibilizada pela Fundação Getúlio Vagas (FGV). A partir delas, se delineou o modelo de educação em administração pública elaborado, no qual, a classificação dos saberes entre empíricos e importados, com a valorização do segundo, operou produzindo: por um lado, os administradores públicos brasileiros ditos “incapazes, estéreis, produtores de desordem”; por outro, impediu que aflorasse  conhecimentos advindos da necessidade cotidiana da população mapeada; e essa, passar a ser objeto do pensamento e das ações do administrador público.

Biografia do Autor

Laura Henrique Correa, Universidade de São Paulo

Laura Henrique Corrêa é doutoranda em Educação na Universidade de São Paulo – USP.  

Aline Lourenço de Oliveira

Aline Lourenço de Oliveira é Doutora em Administração pela Universidade Federal de Lavras (UFLA) e professora na Universidade Federal de Alfenas - MG.

Publicado
2020-11-02
Seção
Artigos