PREVALÊNCIA DE SÍNDROME METABÓLICA E SEUS COMPONENTES COMO PREDITORES DA APTIDÃO CARDIORRESPIRATÓRIA EM MULHERES

Palavras-chave: Síndrome Metabólica, Aptidão Cardiorrespiratória, Mulheres

Resumo

A Síndrome Metabólica (SM) é caracteriza por um conjunto de morbidades que aumentam o risco para doenças cardiovasculares sendo assim a aptidão cardiorrespiratória (ACR) é considerada um fator protetor contra o desenvolvimento de fatores de risco para SM. Objetivo: avaliar a prevalência de SM e relacionar os componentes da SM com a ACR em mulheres. Métodos: estudo transversal, realizado com 45 mulheres (22 com SM e 23 sem SM) com idade entre 20 e 59 anos. Os componentes medidos foram circunferência de cintura (CC), glicemia, high density lipoprotein (HDL), triglicerídeos, pressão arterial sistêmica (PA). A ACR foi avaliada pelo protocolo adaptado de Bruce. Para a analise estatística foi utilizada a regressão linear múltipla, teste Qui-quadrado, t-student e Mann-Whitney. Resultados: apresentados mostraram que mulheres com SM apresentaram massa corporal elevados em comparação com as SM (Δ=19,8 kg, p< 0,001 e o IMC (Δ=9,1 kg/m2, p< 0,001). O grupo de mulheres com SM apresentaram valores significativamente mais elevados nas variáveis CC (Δ=23,5 cm, p<0,001), PA diastólica (Δ=11 mmHg, p< 0,001), glicemia (Δ=34,7 mg/dL, p=0,032) e triglicerídeos Δ=66,4 mg/dL p< 0,001). O VO2máx das mulheres livres de SM estava mais elevado (Δ=4,21 mL/kg/min, p< 0, 006), ou seja, elas apresentaram uma ACR melhor. Conclusão: Mulheres com SM apresentaram VO2máx reduzido, massa corporal, IMC elevados. CC e HDL mostraram ser preditores do VO2máx nestas mulheres.

Publicado
2022-03-31
Como Citar
Soares, V., Mota Venâncio, P., Borges, A., de Almeida Silva, P., Alves, F., & Silva, M. (2022). PREVALÊNCIA DE SÍNDROME METABÓLICA E SEUS COMPONENTES COMO PREDITORES DA APTIDÃO CARDIORRESPIRATÓRIA EM MULHERES. Movimenta (ISSN 1984-4298), 15(1), e2022001. https://doi.org/10.31668/movimenta.v15i1.12144
Seção
Artigo Original