FADIGA EM PACIENTES ONCOLÓGICOS EM TRATAMENTO QUIMIOTERÁPICO

Palavras-chave: Neoplasias, Fadiga, Avaliação em saúde

Resumo

A fadiga relacionada ao câncer é frequentemente reportada. A causa deste sintoma é complexa e está relacionada aos efeitos da doença e/ou do tratamento e a hipoatividade. O objetivo do estudo foi avaliar o nível de fadiga de pacientes oncológicos em tratamento quimioterápico. Foi realizado um estudo transversal com 106 pacientes com câncer em tratamento quimioterápico. Para avaliar a fadiga foi utilizada a Escala de Fadiga de Piper Revisada. Os dados foram submetidos à análise descritiva, sendo os dados qualitativos apresentados em frequência e os quantitativos em média e desvio-padrão. A maioria da amostra (n=68) não relataram fadiga. Observou-se a presença fadiga moderada em 24 indivíduos, com maior comprometimento na dimensão comportamental/intensidade. Fadiga severa foi identificada em 14 indivíduos, com maior comprometimento na dimensão afetiva. A maioria dos pacientes com câncer em tratamento quimioterápico não apresentaram fadiga.

Publicado
2021-12-14
Como Citar
Marques, M., Pedroso, A., Antonelli, G., Outi, M., Fréz, A., & Binda, A. (2021). FADIGA EM PACIENTES ONCOLÓGICOS EM TRATAMENTO QUIMIOTERÁPICO. Movimenta (ISSN 1984-4298), 14(3), 836-843. https://doi.org/10.31668/movimenta.v14i3.11811
Seção
Artigo Original