A Antropofagia de Oswald de Andrade no filme "Como era gostoso o meu francês"

  • Vívian Carvalho UFPA - Universidade Federal do Pará

Resumo

Este artigo analisa como o filme de Nelson Pereira dos Santos, intitulado Como Era Gostoso o Meu Francês, aciona, de diferentes maneiras, o conceito da Antropofagia, desenvolvido por Oswald de Andrade. Inserido no contexto do Cinema Novo Brasileiro, este longa-metragem lançado em 1971, inverte os discursos historicamente construídos sobre as sociedades indígenas e europeias e, por meio da ironia e da comédia, tece fortes críticas a colonialidade, ao mesmo tempo em que mostra uma visão positiva dos povos indígenas que, no filme, são construídos como pessoas inteligentes e felizes, superiores aos personagens europeus.

Palavras-Chave: antropofagia; Oswald de Andrade; Como Era Gostoso o Meu Francês.

 

Publicado
2020-06-15
Seção
Artigos