A subjetividade acadêmica em La Vida En Las Ventanas, de Andrés Neuman

  • Klleber Mendonça Moreira de Mendonça Júnior Universidade Estadual de Goiás
  • Eloiza Romeiro Cunha
  • Raphael Martinelli Nunes Barbosa Feliciano Sérgio

Resumo

O presente estudo pretende analisar uma parcela da obra literária “La Vida en las ventanas”, de Andrés Neuman, na intenção de verificar como a realidade representada reflete a condição de uma possível parcela da realidade de estudantes das ciências da linguagem e literárias num contexto da subjetividade desses acadêmicos a partir da subjetividade da personagem. Para tanto, como suporte, foi feita a leitura do romance e posteriormente sua análise embasada em teóricos como Ivana Ferigolo Melo (2013), Bakhtin (2014), Giorgio Agamben (2009), Umberto Eco (1993), entre outros. Primeiramente, fez-se sucinta análise sobre a questão do gênero literário romance na modernidade e pós-modernidade e, em seguida, passou-se à análise da obra em relação ao objetivo deste trabalho.

Publicado
2018-09-27
Seção
Artigos