O “normal” e o “anormal” em discursos de educadores/as: As dissidências sexuais na agenda escolar

  • Clodoaldo Ferreira Fernandes da Silva Docente do curso de Letras da UEG_Morrinhos, professor da educação básica da Secretaria de Estado da Educação de Goiás_SEDUCEE-GO. Doutor em Letras e Linguística ( Universidade Federal de Goiás)
  • Ariovaldo Lopes Pereira Professor do curso de Letras e do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Educação, Linguagem e Tecnologias, da Universidade Estadual de Goiás (UEG Campus Anápolis). Mestre em Linguística Aplicada pela Universidade de Brasília (UnB). Doutor em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Pós-doutorando no Programa de Pós-Gaduação em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês, na Universidade de São Paulo (USP)
Palavras-chave: Discurso. Dissidência sexual. Linguagem

Resumo

Relatamos aqui neste artigo, pesquisa de mestrado (FERNANDES, 2014) cujo objetivo central foi compreender mecanismos de exclusão do sujeito construído como “anormal” em oposição ao “normal”. Os dados foram coletados em escola pública de Anápolis-Goiás, a partir de grupo focal, observação de aulas e diários de campo. A fundamentação teórica baseia-se nos princípios da Análise de Discurso Crítica, sob as lentes teóricas de autores como Fairclough (2001; 2003) e Foucault (2001; 2010). Os resultados apontam, entre outras coisas, uma fissura, por parte de docentes, quanto à importância de se discutir temáticas relacionadas à diversidade sexual na escola.

Biografia do Autor

Clodoaldo Ferreira Fernandes da Silva, Docente do curso de Letras da UEG_Morrinhos, professor da educação básica da Secretaria de Estado da Educação de Goiás_SEDUCEE-GO. Doutor em Letras e Linguística ( Universidade Federal de Goiás)
Docente do curso de Letras da UEG_Morrinhos, professor da educação básica da Secretaria de Estado da Educação de Goiás_SEDUCEE-GO. Doutor em Letras e Linguística ( Universidade Federal de Goiás)
Ariovaldo Lopes Pereira, Professor do curso de Letras e do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Educação, Linguagem e Tecnologias, da Universidade Estadual de Goiás (UEG Campus Anápolis). Mestre em Linguística Aplicada pela Universidade de Brasília (UnB). Doutor em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Pós-doutorando no Programa de Pós-Gaduação em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês, na Universidade de São Paulo (USP)
Professor do curso de Letras e do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Educação, Linguagem e Tecnologias, da Universidade Estadual de Goiás (UEG Campus Anápolis). Mestre em Linguística Aplicada pela Universidade de Brasília (UnB). Doutor em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Pós-doutorando no Programa de Pós-Gaduação em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês, na Universidade de São Paulo (USP).
Publicado
2018-09-27
Seção
Artigos