Revisitando a noção de tabu linguístico sob a égide dos postulados semânticos de Michel Bréal

  • Daniel Abud Marques Robbin Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

Este artigo trata de retomar alguns dos principais postulados semânticos fundados por Michel Bréal, dentre os quais, as noções de pretensa tendência pejorativa das palavras, tendência melhorativa das palavras, eufemismo, metáfora e polissemia, de modo a relacionar tais postulados à análise de itens lexicais tabu, de maneira que a significação seja compreendida como uma parte indissociável da unidade lexical. Ao colocar em perspectiva o uso linguístico como cristalizador de novos significados, Bréal assume uma postura historicista que considera a relação entre sujeito, língua e sociedade. E sendo a unidade lexical tabu uma portadora de relações de poder e de convenções sociais, materializa muitas das noções semânticas fundadas pelo teórico. 

Publicado
2021-12-17
Seção
Artigos