Práticas enunciativo-discursivas de resistência: Visibilidade e Protagonismo de sujeites negres no campo artístico musical contemporâneo

  • Hellen Stéfanny Pontes Sousa Universidade Estadual de Goiás - UnU Inhumas
  • Luana Alves Luterman Universidade Estadual de Goiás - UnU Inhumas

Resumo

Esse artigo objetiva estudar o gênero discursivo rap, a música como mecanismo de resistência e protagonismo negre, representado por Pianista da rua 6, Tribo da Periferia. Nossa proposta é interpretar e analisar como hierarquias e estruturas sociais de classe e de raça têm influenciado a vida de sujeites negres. Para essa compreensão, fizemos uma contextualização do período colonial no Brasil (1500-1822) até a contemporaneidade para focalizar as condições sócio-históricas de irrupção do gênero em análise e o processo de construção e ressignificação da identidade, saberes e poderes do povo negre. Como resultado, encontramos a necessidade de mobilização de práticas decoloniais que propiciam e instigam mudanças estruturais/discursivas na sociedade.

Publicado
2021-09-29
Seção
Artigos